24.12.09

são palavras

sei que sou livre, sou e sinto-o. uma parte de mim é tão leve, deixo-me levar por tão pouca coisa. mas há uma barreira, uma grande e forte barreira. por muito livre que me sinta, outra parte de mim está presa a algo. parece que por muito que tente voar cada vez mais alto, tu estás lá para me agarrar na perna e me puxares para chão firme, para a realidade. essa é a realidade, não sais do meu pensamento, nem mesmo no meus sonhos e na minha imaginação, ou mesmo quando faço algo diferente que tu não tens nada a ver. a verdade é que estás sempre comigo faça eu o que fizer e onde eu estiver. já não só fazes parte da minha vida como também fazes parte de mim, és um pedaço de mim. um pedaço que me faz falta e que eu desejo todos os dias, cada vez mais, como algo dentro de mim estivesse a morrer. não, não é o que escrevo e o que digo, é o que sinto, é o que o meu coração leva até à confusão dos meus pensamentos e sonhos que estão na minha cabeça.
eu sonho e penso de mais, e isso, deve-se a ti, pois estás incluído nos meus desejos, pensamentos, sonhos, atitudes, escolhas e etc, estás incluído em mim.
e há coisas novas e velhas. textos, ameaças de poemas e palavras juntas à pressa.
coisas mal acabadas e outras por acabar. há segredos... há bocados de saudade, pedaços de solidão, fragmentos de tristezas...
porque o pior cego é aquele que não quer ver! a maior parte das vezes não é a distância que afasta as pessoas, mas sim a pronuncia de um silêncio... para mim os dias passam, mas é sempre tudo tão igual!

10 comentários:

  1. Não sei o que te diga, só sei que gostei do que li. Não pelo sentimento que o texto retem, mas pela forma como o descreveste. $:

    ResponderEliminar
  2. ainda me lembro quando escrevia/lia textos destes, agora ja passei por isso, e adoro a sensação. um dia também vais conseguir <3

    ResponderEliminar
  3. Isso vai mudar... acredita que sim!
    Muita força!**
    Beijinhos*
    Feliz Natal!

    ResponderEliminar
  4. A rotina não para. Há de tudo aqui.

    Beijo, Bom Natal

    ResponderEliminar
  5. oh linda, eu andei muito tempo nostalgica e com a nossa amizade na cabeça. foi preciso muita merda para eu perceber que ja não valia a pena, uma complicação do caraças e no fim vim a saber que sofri tudo por nada. a explicação dele foi uma que me abriu os olhos e me mostrou que eu nunca tinha feito nada de mal, ele é que foi o cobarde que não teve um pingo de coragem de me dizer a verdade e mentiu-me durante meses. mas isto sou eu a falar mal dele, porque no fundo sei que ele é uma optima pessoa, mas so não me mostrou isso a mim (no fim). mas sei que tabém vais superar, acredita em mim. <3

    ResponderEliminar
  6. Eu sei o que deveria fazer, mas bloqueio.
    Tenho medo de derramar uma lágrima que seja, não quero que tenham pena de mim.
    Infelizmente a vingança é mais forte, a vingança de fugir um dia...

    ResponderEliminar
  7. de nada, e feliz natal rapariga *.*

    ResponderEliminar
  8. Incrível como consegues ser tão optimista. Obrigada x)

    Beijo

    ResponderEliminar

ohh muito obrigada dsd já por me visitars, mas um especial agradecimento por deixares a tua opiniao :) beijinho