3.10.09

parabéns á irmã, á minha Flávia.


E hoje, quando olho para trás reparo que muito daquilo que sou foi formado na tua companhia, que muitas das minhas frases se originaram através das tuas, que a minha voz compassa com a tua e que o meu olhar tem pormenores do teu. Afinal somos sangue do mesmo sangue, somos provincia da mesma provincia, somos uma sem darmos por isso. São 14 anos ao teu lado, é desde o primeiro choro, da primeira palavra, do primeiro passo, da primeira queda e do primeiro sorriso. A terceira palavra que disse foi "mana" quando olhei para ti. És uma força, mesmo que ás vezes nos zanguemos e me faças delirar. São muitos anos e conheço-te tão bem que sou capaz de te caracterizar. És a palma da minha mão, és a irmã com quem eu me sento no sofá a falar de tudo e de nada, és a rapariga a quem conto partes de vida e ao teu lado já se viveram mil aventuras e outras mil estão para vir.
Fazes-me acreditar em mim, despertas sorrisos e secas lágrimas. E no meio da multidão eu reconheço-te, no escuro eu vejo-te e na claridade és a melhor luz de sempre! Por todas as vezes que vamos ás compras, que nos rimos dos outros, que passeamos por caminhos infinitos em busca de um horizonte. É acordar e ter-te lá, é adormecer e ter-te lá. Acredita que já não conseguia viver sem a tua constante presença, sem o timbre dessa voz que me aconselha de tanto na vida.
E hoje, estás de PARABÉNS, já são 20 e mais virão! 20 anos em que nunca deixaste de ser quem és, em que sempre foste uma rapariga excepcional.
Quero que esse sorriso esteja sempre vivo, que esse olhar seja sempre melancólico e que tenhas inspiração para eliminar a tristeza.
És tudo o que nunca quero perder, és muito do que sou e desculpa se alguma vez te falei mais alto. Eu gostava de ser como tu e com orgulho digo que sou o teu plágio.
FLÁVIA CATARINA.

4 comentários:

  1. é verdade :|
    queremos fechar os olhos, e fazer de conta que nada se passa, mas não nos lembramos que é pior fugir do que está mesmo á nossa frente. eu vou lutar para esquecer tudo, mas sei que não irá ser fácil, no entanto, vou aprender o que é viver sem ele, e sairei desta bem :) tenho é que me esforçar, não posso fazer como tenho feito, voltar a trás e esquecer a situação. foi longe de mais!

    beijinhos* :)

    ResponderEliminar
  2. gostei do teu blog :b
    parabéns à tua irma 8D

    ResponderEliminar

ohh muito obrigada dsd já por me visitars, mas um especial agradecimento por deixares a tua opiniao :) beijinho