9.8.12

para toda a vida

hoje quando estava a "almoçar" estive aqui à conversa com uma amiga brasileira, a Ângela que à tempos conheci pela blogosfera quando o meu grande interesse aqui era ter seguidores... agora não, agora o interesse aqui é partilhar o meu estado de espírito, aquilo que acho que me faz bem dizer, mesmo que não o deva... mas retomando o assunto desta mensagem, à conversa com ela ri-me bastante. já fazia algum tempo que não falávamos e ela não estava a par dos últimos acontecimentos da minha vida, nem eu dos dela. mas fez-nos bem... a verdade é que isto de estar de férias é tudo muito bonito, mas eu tenho almoçado sempre sozinha e como não gosto de estar sozinha, liguei o msn e a gente começou a falar... no espaço de dois meses a minha vida mudou mesmo e eu nem me tinha apercebido de tal coisa. é verdade, nós perdemos demasiado tempo a ver a vida passar-nos ao lado em vez de a viver como ela é; em vez de parar um pouco que seja e reparar que a linha dos dias é um furacão. e foi preciso falar com alguém do outro lado do mundo para eu parar, meia-hora no meu dia fez-me perceber que num espaço de 60 dias a minha vida deu uma grande volta... contudo, o que eu gostava mesmo de realçar é a ideia de que eu vejo na Ângela uma grande amiga, apesar da distância, nós sempre mantivemos um contacto que só nós percebemos quando falamos... e ela lê-me tão bem nas minhas palavras que à conversa sobre um assunto do meu passado eu escrevi para ela como se fosse ela a escrever sobre isso e eu fiquei a perceber que muitas vezes aqueles que nós achamos que são os nossos amigos, não são capazes de o fazer tão bem como outros... e só depois de ler aquilo que lhe escrevi é que me apercebi que realmente as coisas em mim mudaram de tal forma que eu nunca pensei voltar a escrever sobre isto...
"confiei-lhe a ele o meu unico, e verdadeiro amor mas cmo tudo têm um fim eu deixei d esperar por uma mensagem dle, deixei d chorar por saudads dle, deixei d pensar qe a culpa era minha smp qe nos chatiávamos. Passei a olhar para o telémóvel e quando visse uma mensagem dle é cmo se lá nada estivesse, quando o visse era um corpo normal cmo tantos os outros qe nao me cativavam. Passei a esquecê-lo cm o tempo e a desejar qe segui-se em frente. Somos novos e cada vez apreendo mais sobre o amor. Não eras rapaz para mim nem eu rapariga para ti, até qe ele tome consciência qe nao me vai ter cmo dantes, cmo dantes qe me via todos os dias. Estou livre de ti, desejosa de procurar uma nova paixão, pq ainda nao desisti d lutar"
obrigada meu anjo por seres capaz de me fazer parar no tempo. obrigada pela amizade. obrigada pelas conversas. és para a vida toda.

Sem comentários:

Enviar um comentário

ohh muito obrigada dsd já por me visitars, mas um especial agradecimento por deixares a tua opiniao :) beijinho